História

Breve história

A Sociedade Brasileira de Primatologia (SBPr) foi fundada em 23 de janeiro de 1979, por um grupo de primatólogos brasileiros pioneiros, durante uma reunião no Instituto Butantã, em São Pulo. Tal reunião se deu logo após a realização do Simpósio “Genética Comparada de Primatas Brasileiros” patrocinado pela Sociedade Brasileira de Genética e promovido pelo Laboratório de Genética Médica da Universidade de São Paulo e pela seção de Genética do Instituto Butantã. A iniciativa visava a concentração de esforços no crescimento de uma ciência emergente no Brasil, que à época era feita apenas por aqueles poucos pioneiros. A iniciativa mostrou-se extremamente bem-sucedida, pois após 35 anos a primatologia cresceu como ciência nesse país.

Em 15 de outubro de 2005 passou a ser denominada oficialmente de Associação Brasileira de Primatologia (mas manteve a consagrada sigla SBPr) a fim de manter a condição de pessoa jurídica sem fins lucrativos de acordo com o Novo Código Civil Brasileiro (Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002).

Desde sua criação, a SBPr teve 17 diretorias e organizou 16 Congressos Brasileiros de Primatologia.